A FortiGate 6000F vem com uma nova arquitectura de processamento, capaz de suportar operações a mais de 100 Gps.

A Fortinet anunciou em Portugal o lançamento da sua nova gama de firewalls de nova geração
(NGFW), a FortiGate 6000F. Esta inclui os sistemas FortiGate 6300F e FortiGate 6500F e beneficia de uma nova arquitectura de processamento, Security Fabric, diz o fabricante.

A nova oferta combina placas de processamento, equipadas com múltiplas CPU, de modo a servir a concentração de capacidade numa appliance compacta. Cada placa traz suporta processadores de 12 núcleos, Security Processing Units (SPUs), e processadores de conteúdo (CP9) e de rede (NP6) num único equipamento.

A serie FortiGate 6000F pode admitir até dez suportes de processamento numa appliance de 3U. A gama é dirigida à protecção do perímetro de redes empresariais, com prioridade à protecção face a ameaças e ao desempenho na inspecção de conteúdo cifrado.

“A adoção da cloud num ambiente empresarial está a aumentar massivamente o volume de tráfego
que deve ser inspeccionado, exigindo à firewalls de nova geração performances impensáveis há cinco anos”, nota John Maddison, vice-presidente sénior para produtos e soluções, na Fortinet.

O aumento das redes de suporte ao uso de múltiplas plataformas de cloud e tráfego cifrado encriptado exigem protecção rápida e expansível. A utilização cada vez maior de dispositivos de IoT e dispositivos móveis para aceder a aplicações criticas estão a provocar um aumento drástico no volume de dados cifrados nas redes empresariais, observa a Fortinet.

Desempenhos previstos pelo fabricante

 

Fonte: https://www.computerworld.com.pt